Filie-se

SINDPOL-RJ e COLPOL-RJ participam da solenidade da PCERJ em homenagem ao Dia do Policial Civil

Sindpol RJ Comente 29.09.18 523 Vizualizações Imprimir Enviar

Aconteceu na manhã desta 6ª feira, 28/09, no auditório da Cidade da Polícia, a solenidade de entrega das Medalhas de Honra, Fidelidade e Devotamento por ocasião da Semana do Policial Civil 2108.

A solenidade começou com o Coral da Polícia Civil cantando e encantando a todos os presentes. O coral apresentou cinco músicas, incluindo o Hino Nacional, “O Caderno”, de Chico Buarque, e “Por Uma Cabeza”, música tema do filme “Perfume de Mulher”. O Projeto Sou Mais Eu, também se apresentou. No palco, jovens do Morro da Providência, que participam do projeto social que propõe melhora na qualidade de vida através da música e da arte.

Em seguida, os policiais homenageados foram chamados ao palco para receberem a medalha e o diploma. Ao todo, 66 policiais civis receberam a honraria, sendo que 7 deles tiveram homenagens póstumas. Em seus lugares, esposas e filhos subiram ao palco para receber a homenagem. Foi, sem dúvida, um momento forte, triste, mas também de muita emoção e reconhecimento pela vida e pelo bom trabalho prestado à corporação.

Segundo Rivaldo Barbosa, chefe da Polícia Civil, o dia era de alegria e celebração: “Hoje é um dia muito especial e significativo. Comemorar o Dia do Policial Civil no ano em que a corporação comemora 210 anos tem um sabor especial. São homens e mulheres abnegados que trabalham em favor da sociedade. Homens e mulheres que dão suas vidas pelo ofício de serem policiais civis. São desafios diários. Tenho muito orgulho de cada um de vocês. Vamos bater no peito e dizer: sou policial civil com muito orgulho, sim. Parabéns aos homenageados e parabéns a todos os bravos homens e mulheres que compõem a nossa corporação.”

O Secretário de Segurança, general Richard Nunes, também comentou: “Estou muito feliz de estar aqui com vocês, hoje, neste dia, comemorando a Semana, o Dia do Policial Civil. Parabéns a cada um de vocês que dá a vida em prol da segurança da população. E que a gente possa olhar e lançar para o futuro um olhar de esperança. E é isso que nós queremos e buscamos com a intervenção”.

Para Marcio Garcia, diretor de Interesse de Classe da COLPOL-RJ, o evento é, sem dúvida, um momento de congraçamento, valorização e resgate da autoestima do policial civil: “É importante reconhecer, valorizar sempre o bom profissional, seja ele de qual área for. Para nós, policiais, que estamos nas ruas e lidamos com todos os riscos, diariamente, mais ainda. É um reconhecimento, um afago, um estímulo. Bom ver o auditório lotado e feliz. Bom podermos bater no peito e dizer: sou policial civil, amo o que faço e vamos em frente.”

A Inspetor da Polícia Andréa Camilo, que tem 15 anos de Polícia, foi uma das ganhadoras da Medalha de Fidelidade: “Nossa, estou muito, muito feliz e honrada com essa homenagem. A gente lida com o receio, com a insegurança, mas isso tudo faz parte da nossa profissão. Como mulher, como policial civil, posso dizer que amo o que faço e por isso, estou imensamente feliz com essa homenagem. Só tenho a agradecer por tudo.”

O Comissário de Polícia, Ticom, que tem mais de 30 anos de Polícia, também foi um dos agraciados com a medalha: “É a terceira vez que recebo, mas nem por isso a emoção é menor. Pelo contrário: a surpresa, a alegria e a responsabilidade só aumentam mais. Estou muito honrado com mais essa medalha.”

O também Comissário de Polícia, Dirceu Campos Buzzi, foi outro homenageado do dia. Empolgado, ele diz, com a emoção de um iniciante, que tem “31 anos e 7 meses de polícia.” Dirceu é também professor da Acadepol. Por isso, já passaram por ele várias gerações de policiais. Mesmo assim, garante ele, tal qual falou o colega Ticom, a responsabilidade só aumenta: “Sempre bom ver a garotada nova que chega para integrar a nossa corporação. Tenho muito prazer de estar com ele, da mesma forma que tenho prazer em exercer a minha função. A PCERJ é a minha casa. Amo a Polícia e não a abandono de jeito nenhum. Depois de tantos anos, claro, é sempre bom ser homenageado. É o reconhecimento pelo nosso trabalho. Já ganhei outras homenagens e honrarias. Mas é sempre um gostinho especial. Estou muito feliz.”

dp1 dp2 dp3 dp4 dp5 dp6

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

© 2019 SINDPOLRJ.