Filie-se

Policiais Civis do Rio de Janeiro são humilhados pelo governo estadual

Sindpol RJ Comente 23.07.11 780 Vizualizações Imprimir Enviar

E-mail do presidente do SINDPOL/RJ divulgado hoje:

“Ilmº Dr. Sub-Chefe de Polícia,
Antes de qualquer coisa gostaria de mencionar que este e-mail está sendo remetido também para a Chefe de Polícia, para o Secretário de Segurança e para os policiais civis.

Na noite de hoje, ficaram disponíveis os contracheques referentes ao mês de julho de 2011 dos policiais civis. No entanto, para nosso espanto o aumento de 50% do nosso auxílio alimentação prometido não foi computado, fato que está causando um grande descontentamento nos policiais e, mais uma vez, fica o sentimento de que somos servidores de segunda categoria e que os policiais civis não gozam do menor apreço por parte do Governo do Estado do Rio de Janeiro. Quero novamente ressaltar que mesmo com esse aumento de 50% ainda custamos ao Estado do Rio de Janeiro menos do que se gasta para com os presos que capturamos e custodiamos.

A cada promessa descumprida, o que esse governo vem fazendo desde a campanha de 2007, o desânimo, a falta de comprometimento e o êxodo dos policiais civis só vêm aumentando. Como o Estado do Rio de Janeiro quer que o policial civil se empenhe em seu trabalho diário de enfrentar os criminosos mais bem armados do Brasil, se este servidor é diariamente desrespeitado.

O preso, o criminoso, aquele que ameaça a sociedade, recebe do Estado do Rio de Janeiro um tratamento melhor do que o dispensado àqueles que são mencionados no nosso hino como os Guardiões da Sociedade, os Defensores da Sociedade.

A única medida que o Estado do Rio de Janeiro toma quando somos feridos no cumprimento de nosso dever é o corte da Gratificação de Delegacia Legal/PQDL/CORE e do auxílio alimentação.

E o mais trágico é que esse mesmo governo pede resultados. Com que legitimidade, com que moral o Governo do Estado pode nos pedir resultados?

O Governo do Estado do Rio de Janeiro quer resultados enquanto convivemos com a humilhação de sermos o menor salário do país, trabalhando no segundo estado em arrecadação do Brasil. Nós é que exigimos resultados.

Para o Governo somos mão de obra barata, representando pouco mais de 1% do orçamento do Estado. No entanto, está muito próximo o dia em que vamos mostrar o quanto somos valiosos e indispensáveis. Por muito anos extrapolamos as nossas atribuições para servir a sociedade, tentando preservar-los da incompetência administrativa do Estado do Rio de Janeiro, e recebemos em troca o PIOR SALÁRIO DO BRASIL.

Basta de humilhação!”
Carlos Gadelha – Presidente do Sindicato dos Policiais Civis – SINDPOL

Vale salientar que todas as metas de segurança pública estipuladas pelo Governo do Estado estão sendo cumpridas! Porém, o reconhecimento está longe de acontecer.
Ao contrário, somos recompensados com o pior salário do Brasil!
Os policiais civis do Rio de Janeiro clamam por dignidade!

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

© 2020 SINDPOLRJ.