Filie-se

OPERAÇÃO CUMPRA-SE A LEI: Mensagem do Presidente

Sindpol RJ Comente 20.11.11 851 Vizualizações Imprimir Enviar
OPERAÇÃO CUMPRA-SE A LEI
Mensagem do Presidente do SINDPOL RJ

20/11/2011

Policiais, muito se têm dito em relação ao êxito ao nosso movimento “Cumpra-se a Lei”. Portanto, apesar de passar por graves problemas de doença em minha família, resolvi escrever essas breves linhas para que cada policial possa avaliar se o movimento está ou não dando certo.
Antes de tudo, precisamos entender o movimento e suas finalidades.
Estamos iniciando um movimento que visa recuperar a auto-estima do policial; mostrar para o policial que ele pode sim questionar certas atitudes dos delegados de polícia, e que o “tira” não é idiota. Ordem ilegal ou abusiva não se cumpre, não somos empregados de delegados. Precisamos ter atitude, e muitos colegas demonstraram e continuam demonstrando que entenderam essa filosofia. Agora precisamos multiplicar esse pensamento.
Outro fator importante é o fortalecimento do SINDPOL RJ. Hoje contamos com uma representação legítima, e o policial sabe que pode contar com um sindicato. A mudança de atitude é lenta e gradual, mas deve ser constante. E o SINDPOL RJ tem que ser cada vez mais forte para respaldar os colegas que querem colocar as coisas nos seus devidos lugares. Como disse certo Secretário de Segurança de certo Estado: “os agentes estão colocando os pingos nos is”.
Estamos também trabalhando com Deputados Estaduais para que se abra um canal de negociação onde poderemos formalizar um acordo para tirar a Polícia Civil da irregularidade.
Quanto à proposta do “Reenquadramento”, também temos boas notícias: Na quinta-feira recebi uma ligação do subsecretário de segurança, ao qual me informou que nossa proposta está sendo analisada pela SEPLAG, e que já fez duas reuniões com a Chefia de Polícia e a SESEG sobre o assunto. O impacto na folha já foi calculado, e a SEPLAG já se manifestou favorável à diminuição para 4 classes; e também vê com bons olhos a gratificação de nível superior estendida para o grupo III e o índice de 1400. O provimento dos investigadores não foi aceito, e a SESEG quer transformá-los em cargo em extinção. Estamos negociando. Em relação específica aos novos índices, a SEPLAG está estudando o que fazer.
Já está marcada uma reunião da SEPLAG com a Chefia de Polícia e com a SESEG, onde o Governo do Estado vai apresentar a sua proposta para o nosso Reenquadramento de Cargos e Classes. Agora é segurar a ansiedade e continuar agindo nos bastidores para conseguirmos melhorar ao máximo a proposta oferecida pelo Estado, bem como continuarmos lutando pelos Policiais Civis/RJ, pois essa luta não tem fim.
           Um abraço a todos,

Carlos Gadelha
Presidente do SINDPOL RJ

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

© 2020 SINDPOLRJ.