Filie-se

Notícias da suspensão da greve pelos policiais civis

Sindpol RJ Comente 11.02.12 1478 Vizualizações Imprimir Enviar



Polícia Civil anuncia suspensão da greve em coletiva Foto: Thamine Leta/G1

Pelo G1:
O inspetor da Polícia Civil e diretor do Sindpol, Francisco Chao, informou neste sábado (11) que a corporação suspendeu a greve. No entanto, Bombeiros e Polícia Militar continuam com o movimento grevista, aprovado em assembleia por duas mil pessoas na noite de quinta-feira (9).

“O momento é critico, não estamos diante de uma greve e sim de uma crise. Eu falo pela Civil, não pelos bombeiros ou PM. É muito difícil falar em movimento revindicatório sem adesão. Segurança para a sociedade está em primeiro lugar. Por cautela e respeito, a melhor decisão é suspender. Quem encerra movimento grevista é a categoria. É em homenagem a minha categoria que nós estamos suspendendo momentaneamente a greve da Civil”, disse o Chao.

“Estamos suspendendo, não encerrando o movimento. A decisão é da categoria, e não do sindicato. Vamos fazer uma assembléia na quarta-feira e deliberar sobre o movimento. Sempre ficou estabelecido que a sociedade nao ficaria desguarnecida. Nao estamos cancelando a greve, mas vamos consultar nossa categoria na assembléia”, afirmou Chao.

Cristiane Daciolo, mulher do cabo Benevenuto Daciolo, que está preso, falou durante coletiva em nome dos bombeiros. “Em momento nenhum a orla foi desguarnecida. Os bombeiros trabalharam sem uniforme. Foi um ato de protesto. Não posso terminar uma greve em nome dos bombeiros, por que foi decido em uma assembléia”, afirmou Cristiane.

“Hoje eu não defino como está o movimento. Eu vou deixar no ar, por conta de um ato que faremos amanhã (domingo) em Copacabana. Lá decidiremos se a greve dos bombeiros vai continuar ou não. Nunca foi de interesse dos bombeiros a greve. Estamos há nove meses tentando dialogo com o governo. Eu estou aberta, e disponível, pois os líderes foram presos. Na terça, vou recorrer à esfera federal. Se me contactarem até segunda à noite, nós queremos voltar a normalidade, queremos justiça. Na assembléia de amanhã que vamos decidir a greve”, afirmou Cristiane Daciolo.

Segundo a PM, o rumo do movimento também será decidido no domingo em assembleia.

Pelo R7:

Polícia Civil suspende a greve
O movimento de greve que reúne as polícias civil, militar e bombeiros militares rachou na tarde deste sábado. Em entrevista coletiva, membros do Sindicato dos Policiais Civis do Rio de Janeiro anunciaram a suspensão da paralisação, que começou no início da madrugada da última quinta-feira (9).

Os sindicalistas informaram ainda que vão realizar uma assembléia na próxima quarta-feira (15) para decidir os rumos do movimento. O direitor júrídico do Sindpol, Francisco Chao, explicou a decisão.

– Tivemos a notícia de que ontem pela manhã houve três atentados a agências bancárias em São Gonçalo. Tivemos a notícia também de que os bombeiros das praias abandonaram os postos. Desde o início da mobilização ficou decidido que a sociedade não ficaria desguarnecida. Estamos discutindo uma reivindicação para servir melhor à sociedade e não podemos permitir que um movimento reivindicatório preste um desservico à população. Em razão disso, suspendemos a greve.

Membros do movimento de outras categorias, como policiais militares, bombeiros e agentes penitenciários ainda permanecem em greve. Eles não concordaram com o fim da paralisação sem a realização de uma assembléia com representantes de todas as categorias. A assembleia que decide a situação deles será realizada no próximo domingo (12).

Representante dos bombeiros, a mulher do cabo Benevenuto Daciolo, já preso, Cristiane Daciolo comentou a situação do movimento.

– Hoje eu não posso definir como está o movimento por conta da prisão dos militares. Para isso, faremos um ato neste domingo (12) e uma assembléia foi convocada entre os bombeiros e policiais militares.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Prorrogação do prazo para inscrição!

Comente Sindpol RJ 15.08.22

CANDIDATOU-SE ÀS ELEIÇÕES 2022?

Comente Sindpol RJ 15.08.22

FELIZ DIA DOS PAIS!

Comente Sindpol RJ 14.08.22

SINDPOL/RJ Depoimento

Comente Sindpol RJ 11.08.22
© 2022 SINDPOL.