Filie-se

MEMORIAL ILEGAL: Retirado em respeito da ordem pública e à sociedade

Sindpol RJ Comente 12.05.22 45 Vizualizações Imprimir Enviar
Monumentos são obras que demarcam um ponto específico de uma cidade e representam a memória que deseja-se fazer lembrar, através de sua presença material. Esta semana você deve ter acompanhado nas mídias sobre a demolição do memorial ilegal.
 
No dia 15 de maio, a Polícia Civil, por meio da 25ª DP (Engenho Novo) e da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), retirou a obra ilegalmente construída em homenagem aos 27 traficantes mortos em confronto com a Polícia Civil durante operação na comunidade do Jacarezinho. Durante a diligência também foi realizada perícia no local e no material apreendido formalmente.
 
Além da clara apologia ao tráfico de drogas, uma vez que os 27 nomes de mortos tinham envolvimento comprovado em atividades criminosas. A obra também continha menção ao policial civil André Leonardo de Mello Frias, a inclusão do nome do policial foi negada pela esposa do policial assassinado e tampouco teve autorização da família do agente para tal prestação de homenagem.
 
Além das ilegalidades apontadas até aqui, a estrutura também não tinha autorização da Prefeitura da cidade do Rio de Janeiro. Vivemos em uma sociedade onde a liberdade de expressão é debatida constantemente e com isso esquecem-se os direitos e deveres, que no caso é essencial para resolução dessa equação.
 
A atual gestão do SINDPOL/RJ visa a consolidação do sindicato como legítimo e eficaz representante da categoria policial civil fluminense, construindo nos próximos 4 anos o posicionamento da categoria policial civil como importante e influente agente político e social, de modo que a ação possa impactar diretamente a administração pública e a sociedade.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

© 2022 SINDPOL.