Filie-se

Até o mês de agosto promoção da categoria vai estar em dia

Sindpol RJ Comente 01.06.21 274 Vizualizações Imprimir Enviar

A presidente do Sindicato de Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro (SINDPOL), Márcia Bezerra, juntamente com membros da diretoria estiveram na última sexta-feira (28), visitando as delegacias da região sul-fluminense. Porto Real, Itatiaia, Resende, Pinheiral, foram alguns dos municípios visitados. Na ocasião, os diretores conversaram com os colegas da região sobre as pautas já iniciadas pelo Sindpol. Algumas delas são: promoção, reposição salarial, auxílio alimentação, terceiro grau para investigadores e o novo atendimento jurídico proporcionado pelo sindicato aos sindicalizados. Além de informarem a nova metodologia de trabalho adotada pela atual gestão.

Márcia Bezerra, explica que a intenção da direção é visitar sempre o Secretário de Polícia Civil, a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ) e o governador do Rio, Cláudio Castro, discutindo sobre as necessidades dos policiais civis. “Apresentamos para os policiais os nossos objetivos imediatos de médio e longo prazo. Temos várias demandas reprimidas e estamos separando as de alcance imediato. Até o mês de agosto teremos as nossas promoções em dia,” explica a presidente.

Ela destaca também, que o Sindicato já está dando andamento a uma antiga reivindicação da categoria que é a exigência de nível superior para investigadores. “Assim tornaremos justo o trabalho de quem desempenha esse cargo”, ressalta Márcia.
Na oportunidade, a direção colocou aos colegas a importância da participação de cada um no acompanhamento das ações do Sindpol.
“Não é apenas o fato de pedir, requerer ou buscar o cumprimento das nossas demandas. Nós temos que ter um corpo mais coeso, mais robusto. O Sindpol precisa ser visto como entidade sindical forte e ele só será forte com a participação massiva dos policiais civis”, afirma Márcia Bezerra.

Também foram conversadas sobre as carências e demandas mais específicas do interior do estado, que giram em torno majoritariamente da falta de pessoal, da dificuldade da capacitação do policial lotado fora da capital e a imposição, pela carência de efetivo, de cada policial exercer múltiplas funções.

O SINDPOL destacou a importância de que todos acessem as mídias sociais do Sindicato e enviarem sempre as ideias e sugestões.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

© 2021 SINDPOL.